Secretaria de Saúde alerta população sobre combate ao Aedes aegypti

É importante que a população elimine pneus sem uso, lixo e outros objetos que possam se tornar possíveis recipientes para os focos.

O mosquito se reproduz em água parada, seja limpa ou suja. Por isso, é importante que a população elimine pneus sem uso, lixo e outros objetos que possam se tornar possíveis recipientes para os focos. Também é necessário verificar regularmente vasos de planta; cobrir corretamente as caixas d’água; e fechar ralos pouco usados com plástico ou jogar água sanitária nesses locais, duas vezes por semana.

Cachoeiro de Itapemirim é um dos municípios do Espírito Santo mais atingido pela incidência de casos da doença. Somente neste ano, já tem 685 notificações de dengue, 153 de chikungunya e 2 de zika vírus. Diante disso a Secretaria Municipal de Saúde (Semus) oferece orientações à população sobre o combate à proliferação do mosquito Aedes aegypti, transmissor dessas doenças.

Além disso, caso o morador precise viajar por um longo tempo, algumas atitudes simples ajudam na prevenção do mosquito, como: manter as calhas limpas; colocar garrafas de vidro vazias sempre viradas de cabeça para baixo; deixar as lixeiras bem tampadas e os ralos limpos, com tela protetora; e verificar se as tampas de vasos sanitários estão abaixadas.

A secretaria reforça, também, a atitude de separar e colocar o lixo para fora de casa, no dia correto e próximo ao horário do recolhimento realizado pelo caminhão. É importante, ainda, realizar o descarte correto de copos plásticos, embalagens, garrafas pet, tampinhas, sacolas plásticas, latas e quaisquer outros objetos que possam ser tornar lugares ideais para a reprodução do mosquito vetor.

A Semus também realiza o combate ao Aedes utilizando moto fumacê, com apoio da bomba costal motorizada, nos bairros com maiores notificações de infestação.

“É de grande importância que a população também faça sua parte, realizando, pelo menos, uma vistoria semanal em suas casas para eliminar os recipientes que acumulam água e que possam ser usados para reprodução do mosquito”, frisa a secretária municipal de Saúde, Luciara Botelho.

*Com informações do site Folha Vitória

Política ES

Administração Política ES.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *